jun 022016
 
LMF_3976
Hoje vamos falar de uma articulação que está entre as de maior queixa de dor, relacionada a alterações estruturais ou lesões.
Podemos dizer que a coluna vertebral envolve componente estrutural (ósseo), componente dinâmico (músculos, ligamentos e disco intervertebral) e componente neural (medula e nervos). A integração entre estes componentes é capaz de gerar estabilidade e movimento a esta articulação através da manutenção da lordose fisiológica e sua capacidade de movimentos em diferentes planos.
A coluna lombar realiza movimento no plano sagital (flexão e extensão), plano frontal (flexão lateral) e plano transversal (rotações).
Responsável por gerar estabilidade e mobilidade, a coluna lombar tem função primordial de gerar estabilidade e a partir de então proporcionar movimento através de uma base estável que deverá se anteceder a qualquer movimento através do controle neuromuscular.
Alterações estruturais podem levar a retificação da coluna lombar, hiperlordose e escoliose, alterando assim a capacidade funcional desta articulação e consequentemente fazendo com que outras articulações trabalhem mais em casos de hipomobilidade da coluna lombar ou trabalhe menos em casos de hipermobilidade, como mecanismo de compensação.
As lesões mais frequentes nesta articulação são as hérnias de disco, osteófitos, espondilolise e espondilolistese, que também poderão influenciar na capacidade funcional da coluna lombar, assim como em outras articulações como quadril, joelho e tornozelo, devido as lesões que comprimem as raízes nervosas lombares.
Fonte: http://revistapilates.com.br/2016/05/20/funcionalidade-da-coluna-lombar/
 Posted by at 19:53

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)